O TRABALHO PARA A SUSTENTABILIDADE: ALINHANDO A ESTRATÉGIA COM A OPERAÇÃO.

Ivan Bolis, Claudio M. Brunoro, Claudio M. Brunoro, Laerte I. Sznelwar, Laerte I. Sznelwar

Resumo


Com a introdução de políticas estratégicas de sustentabilidade corporativas espera-se que as empresas aprimorem várias questões, dentre as quais, aquelas relacionadas ao trabalho, propiciando maior bem estar para seus trabalhadores. Dentro do contexto da engenharia da produção foi buscado conectar a temática da sustentabilidade com a temática do trabalho, esta última contemplada pela disciplina da ergonomia. Através estudos de caso desenvolvidos em quatro empresas consideradas de referência em sustentabilidade, analisou-se como a introdução da temática da sustentabilidade influenciou as questões relacionadas ao trabalho, desde a divulgação no externo e no interno da organização, passando pela análise dos meios organizacionais de desdobramento, até a fase de projeto de trabalho. Esta última fase é o instante em que se prescreve o trabalho na organização. Espera-se que a empresa engajada na sustentabilidade dedique uma posição de relevância ao trabalhador e ao seu bem-estar nesta fase. Os estudos de caso foram essenciais para confirmar sete proposições, as quais permitiram confirmar a tese de doutorado, a saber, "Embora sejam divulgadas como incluídas, não existem evidências explicitas de que mudanças no trabalho sejam consideradas durante a introdução de políticas de sustentabilidade". A partir desse resultado de pesquisa, são discutidas as contribuições que podem ser proporcionadas pela disciplina de ergonomia nas empresas para aumentar a efetividade da introdução das questões de trabalho em suas políticas de sustentabilidade sistêmicas, permitindo um alinhamento entre o que é divulgado e o que realmente é introduzido nas organizações.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.