Avaliação Ergonômica do Ambiente Construído: Estudo de caso em uma biblioteca universitária

Christianne Soares Falcão e Vasconcelos, Vilma Villarouco, Marcelo Márcio Soares

Resumo


No campo da Ergonomia Ambiental, estudos sistemáticos de avaliação do ambiente construído e sua adequação à realização das tarefas vêm sendo desenvolvidos com o objetivo de evidenciar a importância da participação conjunta de usuários e projetistas na elaboração de projetos. Nesse contexto, este artigo tem o objetivo de avaliar a biblioteca do Centro de Artes e Comunicação da UFPE, a partir da metodologia de Avaliação Ergonômica do Ambiente Construído. Foram utilizadas técnicas para a avaliação funcional e comportamental, consolidadas da Ergonomia, Arquitetura e Psicologia Ambiental, com o intuito de identificar o nível de satisfação dos usuários. Observou-se que não foram implantadas de forma satisfatória algumas estratégias de adaptação do espaço da biblioteca em estudo às atividades, disso resultando a necessidade de novos estudos de adequação.

Palavras Chave: Ergonomia, Sistemas, Cognição, Complexidade


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.