ANÁLISE POSTURAL DO SETOR DE EMBALAGENS SECUNDÁRIAS E EXPEDIÇÃO DE UM FRIGORÍFICO TÍPICO DA INDÚSTRIA SUINÍCOLA DO BRASIL

Wemerton Luís Evangelista, Laureilton José Almeida Borges

Resumo


Atualmente, as técnicas que garantem o bem-estar e a saúde dos trabalhadores são consideradas a principal estratégia para as empresas se assegurarem e tornarem competitivas no mercado. Este trabalho foi realizado num frigorífico típico da indústria suinícola do Brasil, com objetivo de analisar as posturas assumidas pelos trabalhadores do setor de embalagens secundárias e expedição. A coleta de dados foi feita através da aplicação de questionários e pela observação direta e indireta. Em relação à análise postural, as atividades que apresentaram posturas consideradas mais críticas foram aquelas referentes a: lançar o pacote de carne para a caixa de armazenamento, bater caixa no setor de embalagens secundárias, e a de encher caixas para expedição. Todas essas sendo classificadas na categoria 4, o que requer uma ação corretiva imediata. Outras posturas que merecem atenção são aquelas provenientes das atividades de retirar o pacote com carne da esteira no setor de embalagens secundárias, e as de bater caixa, de montar paletes e puxar paleteira para o interior das carretas, envolvidas no processo de expedição. Essas posturas foram classificadas na categoria 3, o que significa que necessitam de atenção a curto prazo. Constatou-se que as condições de trabalho dos funcionários nos dois setores avaliados devem ser alteradas, visando proporcionar um melhor bem-estar e saúde aos mesmos. Acredita-se que esse objetivo possa ser alcançado com as recomendações apresentadas nesse trabalho, tornando o processo mais eficiente e eficaz.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.