Sistemas sócio-técnicos cooperativos e adequação espacial: uma aplicação da teoria da complexidade ao estudo da atividade de concepção de softwares

Iara Sousa Castro, Eliza Helena de Oliveira Echternacht

Resumo


Este artigo apresenta resultados de pesquisa vinculada ao campo de interface entre a Ergonomia e a Arquitetura, na qual procurou-se analisar o caráter coletivo da atividade de trabalho aplicada às demandas de adequação espacial das situações de trabalho. Objetivouse aplicar o modelo da complexidade (Pavard,2000) na análise do processo de reestruturação organizacional ocorrido em uma empresa privada de serviços de Tecnologia da Informação e enfatizar os seguintes aspectos:(1) as relações entre as mudanças das prescrições no sentido da especialização do trabalho e suas influências sobre a dinâmica coletiva da atividade de trabalho de criação e desenvolvimento de softwares; (2) as novas condicionantes da atividade geradas e suas repercussões sobre as demandas de adequação espacial e (3) os critérios de adequação espacial propostos no conceito de Espaços de Cooperação Presencial (Benchekroun,2000).

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.