ERGONOMIA NO AMBIENTE CONSTRUÍDO EM MORADIA COLETIVA PARA IDOSOS: ESTUDO DE CASO EM PORTUGAL

Marie Monique Bruere Paiva, Vilma Villarouco

Resumo


O desenvolvimento da população idosa e a demanda social crescente pela alternativa de moradia em instituições demonstram a necessidade premente de investir em trabalhos científicos, acerca da adequabilidade dos ambientes construídos para estes usuários, a fim de proporcionar uma melhoria da qualidade de vida. Através da experiência portuguesa de prestação de serviços aos idosos procura-se investigar como gerar recomendações projetuais para ambientes de instituições de longa permanência para idosos. Este artigo é parte integrante de dissertação de mestrado em andamento e descreve a aplicação de metodologia ergonômica de avaliação no ambiente construído, proposta por VILLAROUCO (2008) em um Lar de Idosos em Portugal visando identificar aspectos positivos e negativos do espaço de unidades privativas em instituições para idosos. A análise dos ambientes identificou que são necessárias adequações nas instalações físicas dos banheiros para promoção da segurança e bem estar dos idosos.

Palavras-chave: Instituições de Longa Permanência para Idosos; Ambiente Construído; Idoso.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.