DESAFIOS PEDAGÓGICOS DO ENSINO DA ERGONOMIA DA ATIVIDADE NA PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE PUBLICA

José Marçal Jackson Filho, Rodolfo Gouveia de Andrade Vilela, Frida Marina Fischer, Ângela Paula Simonelli

Resumo


A formação de pesquisadores no campo da Saúde do Trabalhador na ergonomia da Atividade depende de métodos pedagógicos específicos para desenvolver ou estimular o interesse pelo ‘olhar etnográfico’, principio fundamental da Análise Ergonômica do Trabalho (AET). O objetivo deste texto é analisar o desenvolvimento de disciplina sobre Ergonomia da atividade junto aos programas de pós-graduação da Faculdade de Saúde Pública da USP e da FUNDACENTRO. Para analisar o desenvolvimento da disciplina e discutir sua perspectiva pedagógica, foi realizada análise documental assim como reflexão dos docentes sobre sua prática na concepção e condução da disciplina. São apresentadas e discutidas as principais características da disciplina e das ferramentas utilizadas para despertar o interesse dos alunos pela AET. Como todo processo de formação envolve uma mudança de perspectiva, que no caso da Ergonomia, visa buscar compreender o trabalho por meio da experiência de quem trabalha, é fundamental desenvolver situações pedagógicas para confrontar o olhar de especialistas, que boa parte dos alunos carrega ou vivencia, com o olhar etnográfico dos ergonomistas.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.