INVESTIGAÇÃO DE FATORES DE RISCOS DE LOMBALGIAS ASSOCIADAS À MOVIMENTAÇÃO MANUAL DE BAGAGENS DESPACHADAS NO AEROPORTO DE ARACAJU

José Wendel dos Santos, Viviana Maura dos Santos, Jéssica Cardoso Melo Barreto, Odelsia Leonor Sánchez de Alsina, Luciano Fernandes Monteiro

Resumo


O objetivo deste estudo foi investigar os fatores de riscos de lombalgias decorrentes da movimentação manual de bagagens despachadas no Aeroporto de Aracaju. Os dados foram coletados por meio de observação sistêmica da biomecânica utilizada durante a realização das tarefas, sendo documentados em meio físico e registrados por meio de fotos e filmagens. Os dados antropométricos dos trabalhadores e as dimensões dos equipamentos que operacionalizam a triagem de bagagem despachada, associados aos dados biomecânicos foram submetidos à análise do Modelo Biomecânico Tridimensional de Predição de Esforço Estático (3DSSPP™), para quantificar as solicitações biomecânicas durante a movimentação manual de bagagem despachada. Além disso, foi utilizado o método NIOSH para estimar a sobrecarga física associada à movimentação manual de bagagem despachada e determinar um limite de peso ideal. Com base nos dados coletados, foi possível identificar que a carga manuseada pelos trabalhadores se encontra três vezes maior do que o recomendado, enfatizando a existência de uma grande probabilidade de lesões na coluna e no sistema músculo-ligamentar dos trabalhadores. Espera-se que os fatores de riscos de lombalgias identificados neste estudo sensibilizem os gestores de forma que as proposições ergonômicas sejam implementadas, vislumbrando a promoção da saúde dos trabalhadores do setor.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.