TRABALHO E INOVAÇÕES TECNOLÓGICAS NA HORTICULTURA ORGÂNICA NO ESTADO DE SÃO PAULO

Mauro José Andrade Tereso, Roberto Funes Abrahão, Ivan Augusto Vall Ribeiro, Filipe Carvalho Andrade Tereso, Sandra Francisca Bezera Gemma, Nilton Luiz Menegon, Uiara Bandineli Montedo

Resumo


Este trabalho procurou investigar a natureza da tecnologia utilizada na horticultura orgânica sob a perspectiva ergonômica. Teve por objetivo mapear a tecnologia empregada na horticultura em propriedades do Estado de São Paulo. Com a análise da atividade e aplicação de questionário junto aos seus gestores, procurou-se identificar adaptações, inovações e demandas tecnológicas que, simultaneamente, minimizassem a carga laboral e as dificuldades na execução das tarefas e aumentassem a produtividade do trabalho. Caracterizou-se a produção e mão de obra e identificou-se a tecnologia organizacional (modelos de gestão), a tecnologia produto (máquinas, ferramentas e equipamentos), a tecnologia processo (técnicas e estratégias para lidar com os recursos da produção) e a tecnologia de marketing (estratégias de inserção de seus produtos no mercado). Os principais resultados apontaram que os agricultores orgânicos dispõem de pouca tecnologia na forma de produto. As principais inovações, que permitem vantagens competitivas ou que permitem maior produtividade do trabalho ocorreram sob a forma de processos, organização e marketing.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.