A Integração das Diferentes Dimensões do Trabalho no Projeto de Centro de Saúde

Francisco Leite Aviani, Júlia Issy Abrahão

Resumo


O Ministério da Saúde, pela via do Sistema Único de Saúde, vem favorecendo maior controle das instituições de saúde no Brasil, ao estabelecer ações regulamentares que compartilham da mesma coordenação integrada. Também tem sido responsável por ações que visam a promoção, proteção e recuperação da saúde pública; abriu possibilidades para a criação de novos conceitos de atendimento, como a dos Centros de Referência à Saúde do Trabalhador e a da Rede Nacional de Atenção Integral à Saúde do Trabalhador. A concepção ou reordenamento desses espaços implica pensar antes de tudo nas atividades que ali são realizadas. Como articular um espaço físico que contemple o fazer dos profissionais em termos de eficiência e eficácia e ofereça ao usuário o conforto do atendimento? Nesse sentido, as características de um Centro de Saúde constituem um desafio para o projeto. Este artigo pretende apresentar um Esquema Metodológico de concepção de espaços de trabalho em Centros de Saúde, que resulta da articulação de metodologias oriundas da Ergonomia, Arquitetura e Design, o que implicou partir da interação entre as características dos ambientes físico e social do trabalho, que influenciam nos resultados, na saúde dos funcionários, no conforto dos usuários e na sustentabilidade.

Palavras Chave: Arquitetura, Ergonom


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.