UTILIZANDO OBJETOS INTERMEDIÁRIOS COMO RECURSO DE AÇÃO DO ERGONOMISTA EM PROJETOS DE ESPAÇO DE TRABALHO

João Marcos Bittencourt, Francisco Duarte, Pascal Beguin

Resumo


Nesse trabalho é apresentado o uso de uma maquete de Lego e de outros objetos intermediários no projeto de laboratórios de pesquisa em biotecnologia. O objetivo é discutir a elaboração de objetos intermediários como instrumentos de suporte para a ação do ergonomista. Esses instrumentos são utilizados em simulações que visam integrar os usuários finais no processo de projeto. Argumenta-se neste trabalho que o ergonomista pode criar e inserir vários objetos intermediários no processo de projeto. Mas um objeto intermediário não é um instrumento em si, é preciso elaborar características físicas, os modo de uso e as ações que se deseja realizar. A articulação de vários objetos pode ajudar o ergonomista a instrumentalizar a participação de usuários, mas também a atingir outros objetivos de concepção tais como analisar a atividade e difundir resultados do trabalho. Como conclusão são apresentados algumas referências para criação de novos objetos intermediários com base na noção de instrumento, a proposição do conceito de sistema de instrumentos para serem usados em ergonomia e de funções para objetos intermediários.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.