Avaliação das condições de trabalho de operadores de uma central telefônica como fontes desencadeadoras do estresse de trabalho: Um estudo de caso em João Pessoa-PB.

Juliana da Costa Santos (UFPB), Maria Luiza da Costa Santos, Francisco Soares Másculo

Resumo


Visando promover um ambiente de trabalho mais adequado, capaz de proporcionar uma maior satisfação aos trabalhadores, este estudo teve como foco o estresse ocupacional em operadores de uma central telefônica em João Pessoa, PB. Para tanto, foi delineado o perfil dos operadores, identificados os fatores causais do estresse ocupacional, investigados seus sinais e sintomas. Em seguida foi relacionado este impacto com as condições físicas e organizacionais existentes no ambiente de trabalho, com a finalidade de sugerir métodos para encaminhar recomendações quanto à sua prevenção. Inicialmente, foi realizado um levantamento bibliográfico abordando o estresse ocupacional e as condições de trabalho. Posteriormente, foram realizadas entrevistas individuais, juntamente com a aplicação da técnica de observação direta e de um instrumento abordando: atividade profissional, organização do trabalho, condições ambientais, posturas exercidas durante o trabalho e sintomas de estresse. Mediante os resultados obtidos e analisados à luz da literatura utilizada selecionada, foi possível evidenciar a existência de deficiências ergonômicas concomitantes à presença de sinais e sintomas da patologia em estudo. Logo, estabelecemos que os operadores da central telefônica apreciada estão expostos a alguns fatores desencadeantes do estresse ocupacional, devido à carga física direta e/ou indireta. Foram enunciadas recomendações para que os postos de trabalho estejam adequados para a execução das atividades, localizados em um ambiente reservado e regidos por estratégias organizacionais que valorizem o capital humano decorrente da força de trabalho estudada.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.