ANÁLISE E IDENTIFICAÇÃO DOS RISCOS ERGONÔMICOS EM ATIVIDADES DE MODELAGEM DO VESTUÁRIO EM ESTUDANTES

Vanessa Bolico da Silva

Resumo


As condições de trabalho, fundamentalmente relacionadas com o mobiliário utilizado para a realização das atividades, não são sempre adequadas, o que pode levar a adoção de posturas inadequadas e consequentemente a presença de desconfortos, moléstias e dores em diferentes partes do corpo. Os estudantes, nos diferentes níveis de educação, não estão isentos a estas situações devido a permanecer por longos períodos de tempo em sala de aula e o mobiliário escolar pode não apresentar as condições adequadas para permanecer adotando posturas corretas. O objetivo deste trabalho foi identificar os riscos ergonômicos em atividades de modelagem de vestuário. Com o intuito de verificar se o mobiliário está adequado ao porte físico dos estudantes, de maneira que possam realizar suas atividades sem sofrer com dores osteomusculares, foi realizada uma pesquisa de caráter descritivo por meio de estudo de caso. Igualmente a pesquisa foi de caráter quantitativo e qualitativo, sendo aplicado o método REBA para avaliar se as posturas adotadas são potencialmente causadoras de problemas osteomusculares. Utilizou-se o questionário Nórdico para comprovar o quanto as posturas utilizadas são prejudiciais à saúde dos estudantes. Os resultados obtidos mostram que as principais dores se encontram no pescoço, coluna cervical e lombar, quadril e coxa, ombros, braços, antebraços e punhos. Destaca-se que 98,2% das posturas analisadas se encontram entre risco médio e muito alto. Conclui-se que a permanência em ambiente escolar pode levar à aquisição de posturas incorretas, devido às características inadequadas do mobiliário e o uso constante de hábitos posturais defeituosos.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.